fbernardEu me chamo Bernard TRAN HONG NHO. Sou monge do Mosteiro de Nossa Senhora de Phước Son, no Vietnã, pertencente à Congregação da Sagrada Família, da Ordem Cisterciense. Um ano depois de meus votos perpétuos, fui enviado à França para estudar e obter o mestrado em Liturgia. A 28 de abril de 2006, pisava na Europa pela primeira vez, e na França. Atualmente estou cursando o 3º ano do 1º ciclo de Teologia, que consta de quatro anos. Em seguida, farei o 2º ciclo, com duração de dois anos, para conseguir o mestrado.

A história de meu mosteiro é a seguinte:

- A primeira fundação cisterciense, realizada pelo Père Denis, francês, sacerdote das Missões Estrangeiras de Paris, foi feita na região de Quang Tri, no centro do Vietnã, em 1918. Esse primeiro Mosteiro se chamou «Phước Son» (montanha da felicidade).

P. Denis nasceu em Boulogne-sur-Mer (França), em 1880. Chegou ao Vietnã a 29 de abril de 1903, logo após ter recebido o mandato de partir para as missões, um mês após sua ordenação.

Durante os quinze anos em que proclamou a Boa-Nova num país muito diferente do seu, pela cultura e pela língua, P. Denis alimentou no coração a idéia de fundar um Mosteiro em benefício dos vietnamitas, para acolher homens e mulheres pobres, simples, que tivessem o desejo de seguir a vida monástica. De fato, dizia ele: «Na Indochina há muitos Conventos para mulheres, mas sequer um único Mosteiro para homens». Pediu permissão a seu Bispo para reunir alguns jovens e viver com eles segundo a Regra de São Bento, mas o Bispo o aconselhou a recorrer aos trapistas. P. Denis escreveu então a alguns Abades da França, da Itália, aos cartuxos e aos beneditinos, mas não recebeu nenhuma resposta satisfatória.

Diante dessa situação quase desesperadora, P. Denis continuou, no entanto, a se preparar para a sua futura fundação. Ele rezava muito, às vezes longamente, diante do Santíssimo Sacramento.

A 14 de agosto de 1918, com autorização do Bispo, partiu em companhia de seu único discípulo, um leigo vietnamita, com uma bagagem muito simples: um galo para saber das horas e alguns objetos indispensáveis, indo se estabelecer num terreno chamado «Phước Son», oferecido por um fiel da região. Escolheu o dia seguinte, festa da Assunção de Nossa Senhora, para celebrar a primeira Missa naquele lugar, marcando assim o nascimento de sua nova fundação, à qual deu o nome de «Nossa Senhora de Phước Son», com a missão de «rezar pelos infiéis».

- Apesar das dificuldades, a novel comunidade, que se desenvolveu muito rapidamente, sob a guia de P. Denis, foi num primeiro momento erigida com o nome Congregação da Sagrada Família, pelo Bispo de Huế. Em seguida, foi pedida sua afiliação à Ordem de Cîteaux. A 25 de julho de 1933, P. Denis veio a falecer sem ter visto o resultado do pedido de afiliação. Dois anos mais tarde, o Mosteiro de Nossa Senhora de Phước Son foi oficialmente afiliado à Ordem Cisterciense da Comum Observância.

- Por ocasião da mudança de regime, em 1945, o Mosteiro de Phước Son teve que se deslocar para Thủ Đức, no território da atual diocese de Sài Gòn.

- Em 1978, o governo requisitou os edifícios para que lhe fossem «emprestados», dois religiosos foram mortos e os demais, cerca de uma centena, foram dispersos. Eles então se dividiram em pequenos grupos e se estabeleceram em diversas regiões do Vietnã.

- Em 1987, com o estabelecimento da nova política, a situação das comunidades mudou um pouco. Elas estão sendo pouco a pouco reconhecidas legalmente, além de procurarem se organizar em Abadias e recrutar novos membros.

- Pode-se dizer que a dramática dispersão do Mosteiro de origem mostrou-se uma oportunidade providencial, pois além de permitir a implantação da vida contemplativa no país inteiro, promoveu, por assim dizer, o desenvolvimento da Congregação. Com efeito, o antigo Mosteiro não existe mais, porém, foram construídas onze novas Abadias de monges e de monjas.

- Atualmente, a Congregação da Sagrada Família compõe-se de onze Mosteiros: 9 de monges e 2 de monjas, representando oitocentos membros. A comunidade mais numerosa é a da Abadia de Nossa Senhora de Phước Son (casa mãe), situada no sul do país, a 100 km de Sài Gòn. Possui 150 monges, dentre os quais 19 sacerdotes e 131 irmãos professos, aos quais se acrescentam 24 noviços, 12 postulantes e 8 aspirantes.

- Devido à expansão da Congregação, as comunidades experimentam algumas dificuldades no plano econômico e na formação dos jovens monges.

Em matéria de fontes de renda, os monges trabalham no plantio de arroz e na criação (peixes, porcos, vacas, etc.). Apesar de todos os esforços, nossas comunidades experimentam situações materiais nada fáceis. Muitas vezes, elas precisam apelar para a ajuda exterior a fim de conseguirem se manter. 

Em matéria de formação, estamos tentando criar escolas de filosofia e de teologia para formar os jovens monges no próprio Mosteiro (antes, devíamos enviá-los para fazerem os estudos fora do Mosteiro). Mas, faltam-nos professores e formadores que possam assegurar o acompanhamento espiritual dos jovens monges. Graças a vós, AIM e AMTM, nossas comunidades têm irmãos e irmãs cursando filosofia e teologia em Institutos na Europa e esperamos que estas ajudas na formação possam continuar no porvir.

- Nosso futuro está nas mãos da Divina Providência. Nós confiamos nossas Comunidades e nossa Congregação ao Amor e ao Poder do Senhor sempre atento às orações e às súplicas. Durante toda a sua vida, nosso Fundador, P. Denis, demonstrava para com Deus e a Virgem Maria uma confiança inabalável que deve continuar sendo para nós o modelo a seguir; pois, somos chamados a viver intensamente esta confiança, a exemplo dele próprio, em todas as nossas dificuldades.

Utilisateurs connectés

Temos 80 visitantes e 0 membros em linha