Padre Vincent Korandiarkunnel, OSB
é Prior Conventual do Saint Joseph Monastery,
em Makkiyad (Estado de Kerala) Índia.

A FEDERAÇÃO BENEDITINA INDO-SRILANKESA (ISBF)(1)


A Federação Indo-Srilankesa e seu desenvolvimento posterior é uma conseqüência do Congresso de Bangkok, de 1968, organizado pela AIM com o objetivo de refletir sobre o monaquismo na Ásia.

O primeiro encontro de Superiores monásticos da Ásia ocorreu em Bangkok, capital da Tailândia, entre 9 e 15 de dezembro de 1969, promovendo na ocasião uma verdadeira abertura espiritual.

ISBF1Pela primeira vez, os representantes de todas as Ordens monásticas da Ásia oriental se reuniam para discutir sobre o presente e o futuro do monaquismo no Oriente. Estiveram presentes inúmeras personalidades, membros da hierarquia, incluindo o Arcebispo de Bangalore, Dom Simon Lourdusamy, monges, missionários, leigos e especialistas. As discussões trataram sobre assuntos ligados à vida monástica e todos os participantes estavam envolvidos na renovação pós-conciliar, especialmente no tocante à inculturação à luz do Vaticano II.

O primeiro encontro dos Beneditinos na Índia aconteceu no Mosteiro de Asirvanam, em Bangalore, nos dias 27 e 28 de novembro de 1969, reunindo os três primeiros membros: Shantivanam, Asirvanam e Shanti Nilayam. Pouco a pouco, outras comunidades beneditinas da Índia foram se agrupando. O primeiro nome foi Indian Monastic Union (IMU)(2). Mais tarde, achou-se que seria mais adequado, no contexto indiano, empregar o termo sânscrito Samaj. Passou então a ser: Samaj Monástico.

Por ocasião da 8ª Assembléia Geral, a 25 de outubro de 1978, ficou decidido que, daí por diante, se chamaria Monastic Union of India(3). O nome foi mais uma vez mudado para Indian Monastic Federation(4), durante a 9ª Assembléia Geral, em dezembro de 1979. Seu guia espiritual foi Dom Mayeul de Dreuille, OSB (monge de La Pierre-qui-Vire), que, numa perspectiva de futuro, vislumbrava o potencial de crescimento dos Beneditinos nessa parte do mundo e o bem imenso que eles poderiam fazer.

A pedido dos Beneditinos do Sri Lanka (antigo Ceilão), a Indian Monastic Federation foi alargada para incluí-los. A organização foi então renomeada para The Indo-Sri Lankan Benedictine Federation (ISBF), em 1995.

Foi assim que se concretizou a idéia original surgida no Congresso de Bangkok, em 1968, de se formar uma Federação Indo-Srilankesa. Atualmente, a Federação reúne 65 Mosteiros.

Os objetivos da ISBF

a) Promover a vida beneditina.

b) Desenvolver as relações fraternas entre os membros da ISBF.

c) Organizar encontros para promover a colaboração, tomadas de decisão e ajuda mútua entre os membros da ISBF.

d) Promover contatos com outras Uniões Monásticas no intuito de se conhecerem e proporcionar ocasiões para refletir acerca de preocupações comuns.

e) Procurar recursos em termos de pessoal qualificado para pregar retiros e ministrar cursos, organizar centros para estudos monásticos comuns, formação permanente, renovação religiosa e inculturação.

f) Representar os interesses dos membros perante as autoridades civis e religiosas.

g) Tornar possível a partilha de bens, problemas, sugestões, observações e experiências entre os diversos membros da ISBF.

h) Estimular e promover diferentes formas de serviço monástico na Igreja local.

i) Promover o ecumenismo e o diálogo inter-religioso.

ISBF2As atividades da ISBF

A ISBF procura implementar os objetivos acima mencionados. Um deles é a ajuda mútua e a cooperação entre os membros da Federação. São promovidas reuniões periódicas com a finalidade de discutir e trocar idéias sobre matérias de interesse comum. A ISBF organiza um encontro geral todos os anos, que ocorre a cada vez em um Mosteiro diferente da Federação. Quase todos os Superiores participam dessa Assembléia Geral.

Pelo menos dois documentos sobre um tema monástico relevante são nela apresentados. Em seguida à apresentação, há debates e troca de idéias em grupos acerca dos referidos documentos. Isso nos ajuda a enriquecer os conhecimentos sobre diversos aspectos monaquismo. A ISBF organiza também anualmente cursos para formadores, noviços e jovens monges e monjas. Além desses cursos, o Instituto Monástico promove um mês de estudos, com duração de três anos contínuos, para professos(as) solenes e estudantes de teologia sobre espiritualidade monástica e teologia. Os que fazem esses cursos devem escrever a cada ano um comentário sobre um livro de espiritualidade monástica e redigir uma monografia sobre um tema monástico. Os que satisfazem esses requisitos básicos do curso recebem um certificado.

Temos atualmente um Instituto «itinerante» de cursos, isto é, vários deles são ministrados em diferentes Mosteiros da Federação. Contudo, acreditamos seriamente que estamos precisando de um Instituto Monástico permanente para levar a termo esses diversos cursos.

A ISBF promove o diálogo inter-religioso; os primeiros esforços nesse sentido foram bastante frutuosos, levando-nos à criação do Benedictine Inter-religious Dialogue (BID)(5), na Índia e no Sri Lanka.

A AIM ajuda enormemente a ISBF providenciando pessoal e material de formação, bem como assistência para organizar seminários, cursos diversos e promover o diálogo inter-religioso.

Os membros da ISBF colaboram e cooperam para tornar mais frutuosa as atividades da Federação disponibilizando pessoas para pregar retiros e ministrar diferentes cursos.

ISBF3Constituiu-se uma equipe editorial com a finalidade de publicar e divulgar literatura específica sobre assuntos monásticos. São também organizadas reuniões para que os monges individualmente ou as comunidades possam comunicar os resultados de suas pesquisas, estudos ou reflexões para um público mais largo. A ISBF traduziu e publicou a Regra de São Bento em diversas línguas.

A ISBF vê com entusiasmo o crescimento e a expansão do monaquismo beneditino na Índia e no Sri Lanka. Nós, seus membros, somos imensamente gratos a nosso Abade Primaz, o Reverendíssimo Dom Notker Wolf, OSB, e ao Reverendo Padre Martin Neyt, OSB, Presidente da AIM, por sua indefectível e constante ajuda à ISBF e a todos os Mosteiros da Índia.

A AIM está celebrando o Jubileu de Ouro de sua existência. Nós, membros da ISBF, queremos nos congratular com o Padre Martin Neyt, OSB, e seus colaboradores da AIM, pelo maravilhoso serviço que realizam no mundo inteiro; e rendemos graças a Deus pelo dom da AIM.

Traduzido do inglês por Dom Mauro Maia Fragoso, OSB.

(1) ISBF = Indo-Sri Lankan Benedictine Federation.
(2) União Monástica Indiana.
(3) União Monástica da Índia.
(4) Federação Monástica Indiana.
(5) Diálogo Beneditino Inter-religioso.

Utilisateurs connectés

Temos 61 visitantes e 0 membros em linha